ALÉM DA CONSCIENTIZAÇÃO Por Fatima de Kwant

ALÉM DA CONSCIENTIZAÇÃO Por Fatima de Kwant

Holanda, 12 de abril, 2021



O Dois de abril passou, e fica aquela sensação de dia seguinte de um aniversário para alguns, ou dia seguinte de velório para outros, dependendo da perspectiva em que cada um de nós se encontra – autistas, pais e mães de autistas, e quem mais faz a conscientização.

Pós-celebração de uma data marcante nos deixa pensando se aproveitamos o dia da melhor maneira, se fizemos o suficiente, se convidamos as pessoas certas para a comemoração, e se o esforço valeu a pena.



O TEA me ensinou que qualquer palavra pró-autismo, vale a pena. A palavra que é lida, ou ouvida, nunca se perde; ela fica no coração ou na memória de quem a leu ou ouviu. E como foi falado em autismo nesse último dia dois... Mais do que nunca, como se não houvesse pandemia, nem tantos outros assuntos importantes acontecendo. Quem conscientiza sobre autismo, sabe da sua importância todos os dias.



O Dia Mundial do Autismo 2021 foi celebrado no mundo inteiro com lives, eventos, reportagens nos meios de comunicação, debates, fóruns, etc., e a atenção merecida, graças a Deus. No entanto, fica a pergunta para quem convive, diariamente, de alguma forma, com o TEA:



O QUE FALTOU INFORMAR?



Será que tudo foi dito? Faltou alguma coisa? Como podemos melhorar a Conscientização do TEA? Tem alguma coisa que passou despercebido, que você gostaria de ter visto, lido ou ouvido, e não aconteceu? Conta, aqui, pois sua opinião importa.



A Conscientização não pode parar porque um dia, até mesmo um mês, ainda é pouco para compensar décadas de obscuridade onde o TEA ainda se encontra. Nem todas as Comunidades do Autismo são alcançadas, e, bem menos, a sociedade tira um tempo para se informar sobre o autismo. Por isso, seguimos dia após dia como se não tivesse tido dia dois de abril, ou, como se todos os dias fossem dois de abril: dia de falar do que vivemos 24x7, no dia 2 e nos outros 364 dias do ano.



Fale. Escreva. Informe sobre o que você sabe sobre o TEA com o qual convive. Motive pessoas a te ouvirem. Contribua, grande ou pequeno, para que a Conscientização seja mais que o dia de vestir azul.

Além da Conscientização tem as vidas de 2 milhões de brasileiros - e mais 4 milhões de pais e mães - fazendo de tudo para que, um dia, a gente não precise mais de dela (a luta) porque vamos ter alcançado nosso sonho de tirar o autismo da invisibilidade, de conseguirmos todas as políticas públicas necessárias, e de termos proporcionado qualidade de vida para todos os autistas.