30 de março - Dia Mundial do Transtorno Bipolaridade.

30 de março - Dia Mundial do Transtorno Bipolaridade.

Pessoas autistas podem apresentar em comorbidade o Transtorno Bipolar de Humor (TBH) que é uma condição caracterizada por alternância entre ciclos (que podem durar dias, semanas ou meses) depressivos e ciclos de mania. O reconhecimento da presença do TBH em comorbidade ao TEA pode ser difícil, mas é importante que seja feito para que uma intervenção ou tratamento adequado possa ocorrer.
Os sinais e sintomas de um ciclo de mania podem ser: a pessoa parecer excessivamente feliz (riso frequente e inadequado), aumento de energia, de agitação e estimulação (estereotipias), aumento da irritabilidade, da agressividade e da impulsividade (fazer comportamentos que podem se colocar em risco), autoestima inflada, episódios de insônia, fala acelerada ou na emissão de sons, distração excessiva. Já os sinais e sintomas de um ciclo depressivo podem ser: perda de interesse em atividades normais, mudanças no apetite, desânimo e perda de energia, sono intenso, diminuição da concentração.
Se esses comportamentos são presentes na pessoa autista desde que os sinais de TEA apareceram, então não é TBH em comorbidade. No entanto, se a alteração de humor surgir repentinamente, é preciso descrever esses sinais ao médico que já acompanha a pessoa autista e avaliar a necessidade de ser analisada pelo Médico Psiquiatra. O tratamento geralmente envolve medicação específica, intervenções psicoterapêuticas e comportamentais e suporte à família.
Diagnóstico correto e tratamento adequado é importante para que a pessoa autista tenha qualidade de vida, saúde e bem-estar.

Juliana Santiago, psicóloga